Estoques devem pesar sobre crescimento do PIB dos EUA no 3º tri

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 07:20 BRST
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento econômico dos Estados Unidos provavelmente desacelerou com força no terceiro trimestre uma vez que as empresas reduziram o acúmulo de estoques para se desfazer do excedente, mas a demanda doméstica sólida pode encorajar o banco central do país a elevar a taxa de juros em dezembro.

O Produto Interno Bruto (PIB) provavelmente cresceu a uma taxa anual de 1,6 por cento após expandir 3,9 por cento no segundo trimestre, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. Mas o PIB pode vir um pouco acima disso após dados na quarta-feira terem mostrado um déficit comercial de bens menor do que o esperado em setembro.

O Departamento do Comércio vai divulgar os números sobre o PIB do terceiro trimestre nesta quinta-feira às 10h30 (horário de Brasília).

Uma vez que o peso dos estoques é provavelmente temporário, economistas pedem cautela na hora de tirar conclusões sobre a desaceleração do crescimento.

"Não vai parecer um número bonito, mas não acho que as implicações da perspectiva do Fed sejam muito significativas. Eles vão olhar além da fraqueza no PIB por causa do peso dos estoques", disse o economista sênior da Moody's Analytics Ryan Sweet.

Na quarta-feira o Federal Reserve descreveu que a economia está crescendo a um ritmo "moderado" e colocou a alta dos juros em dezembro em cena com uma referência direta a sua próxima reunião de política monetária. O banco central dos EUA vem mantendo a taxa de juros perto de zero desde dezembro de 2008.