Usiminas vai cortar investimento pela metade em 2016, mas alavancagem vai subir

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 13:10 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Usiminas (USIM5.SA: Cotações) deve cortar pela metade os investimentos em 2016, mas a empresa não espera que o corte produza uma redução no nível de endividamento nos próximos trimestres o que vai obrigar a empresa a pedir autorização de credores para descumprir limites de dívida, afirmou o vice-presidente financeiro da siderúrgica, Ronald Seckelmann, nesta quinta-feira.

O executivo afirmou em teleconferência com analistas que o investimento em 2015 ficará abaixo de 750 milhões de reais, que já é menor que o 1,11 bilhão de reais aplicados em 2014.

A Usiminas terminou setembro com uma relação de dívida líquida sobre lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 6,8 vezes, bem acima do nível acordado com credores de 3,5 vezes e dos 3,7 vezes do final de junho.

(Por Alberto Alerigi Jr.)