Bovespa recua 2,38% e fecha no menor nível em quase um mês por Bradesco e Fed

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 17:57 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira caiu mais de 2 por cento nesta quinta-feira, em dia de agenda intensa, pressionado pelo forte recuo das ações do Bradesco e com o mercado ainda digerindo o comunicado de política monetária do Federal Reserve na véspera.

O Ibovespa recuou 2,38 por cento, a 45.628 pontos, menor nível de fechamento desde 1o de outubro. Foi a quinta sessão consecutiva de queda. O giro financeiro somou 5,4 bilhões de reais.

O mercado continuou digerindo comunicado do Federal Reserve na véspera, no qual o banco central dos EUA deixou a porta aberta para uma alta de juros já em dezembro.

"Ainda temos algum impacto negativo em função da maior probabilidade que o mercado deu a um movimento em dezembro pelo Fed. Isso com certeza é pior para emergentes, principalmente os mais frágeis, com balanço de riscos mais desfavorável, que é o caso do Brasil", disse o analista da Guide Investimentos, Luis Gustavo Pereira.

O Departamento do Comércio dos EUA informou nesta quinta que o crescimento econômico norte-americano desacelerou com força no terceiro trimestre, para 1,5 por cento na taxa anualizada, mas a demanda doméstica sólida pode encorajar o Fed a elevar a taxa de juros em dezembro.

O noticiário doméstico também não encorajou o mercado. Os esperados números do setor público brasileiro mostraram déficit primário de 7,318 bilhões de reais em setembro, desempenho melhor que o projetado pelo mercado, mas favorecido principalmente pelo adiamento do pagamento da primeira parcela do 13º salário a aposentados.

O desembolso ficou para outubro, enquanto no ano passado foi realizado em setembro. "Com certeza o resultado não convence", disse o analista da Whatscall Pedro Galdi.

  Continuação...