Duratex avalia fechar linha de produção em segmento de madeira por demanda menor

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 20:41 BRST
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa de insumos para construção civil Duratex considera fechar uma linha de produção no segmento de madeira, caso necessário, devido ao recuo de demanda no Brasil, enquanto trabalha para aumentar a receita com vendas no exterior.

"Nós já reduzimos operações de uma linha (da unidade) de Itapetininga, uma linha de MDP. A gente depende dos números, o que pode levar a algum processo de fechamento de outra linha, nós vamos alinhar os números", disse nesta quinta-feira o diretor de finanças da companhia, Flavio Donatelli, em teleconferência com analistas.

A deterioração do mercado interno também impulsiona as exportações, que têm ganho participação nos resultados da empresa, disse o diretor-presidente da Duratex, Antonio Joaquim de Oliveira.

"É uma mudança de mentalidade no sentido que esta receita no exterior seja uma diversificação, vai ajudar a ocupar nossas fábricas", disse.

O executivo não espera melhora na economia brasileira até o fim do próximo ano e afirmou que, ao fim da crise, a companhia "vai ser muito mais enxuta, mais moderna na forma de conduzir negócios".

A companhia divulgou nesta quinta-feira queda 63,5 por cento no lucro líquido no terceiro trimestre, ante o mesmo período do ano passado, com aumento de exportações ofuscadas por maiores despesas financeiras.

As vendas de materiais de construção no Brasil caíram 16,8 por cento em setembro na comparação anual, de acordo com a associação que reúne fabricantes do setor, Abramat, no vigésimo recuo consecutivo nesta comparação.

Para 2015, a previsão da Abramat é de retração de 9 por cento em relação ao ano passado, quando o recuo foi de 5,9 por cento.   Continuação...