Índice europeu de ações fica praticamente estável na sessão, mas tem maior alta mensal em mais de 6 anos

sexta-feira, 30 de outubro de 2015 15:41 BRST
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou praticamente estável nesta sexta-feira, pressionado pelo tombo da bolsa grega e dos papéis da L'Oreal e do BBVA, mas ainda marcou o maior ganho mensal em mais de seis anos.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou com leve alta de 0,01 por cento, aos 1.484 pontos, mas acumulou alta de cerca de 8 por cento no mês, melhor resultado desde julho de 2009.

O papel do grupo de cosméticos L'Oreal perdeu cerca de 4,5 por cento após seus resultados para o terceiro trimestre ficarem aquém das expectativas do mercado, enquanto a ação do BBVA declinou quase 3,5 por cento depois que o banco espanhol divulgou prejuízo maior que o previsto.

No entanto, a ação da montadora Renault avançou mais de 5 por cento após a receita da companhia no terceiro trimestre aumentar 9,4 por cento, enquanto o papel da fabricante de aeronaves Airbus ganhou 4,4 por cento em reação a resultados melhores que o esperado.

O índice de Atenas teve desempenho pior, recuando 2,03 por cento.

As ações dos principais bancos gregos perderam terreno após fontes do setor bancário afirmarem à Reuters que um teste de saúde conduzido pelo Banco Central Europeu (BCE) deve revelar déficit de capital de até 14 bilhões de euros (15,5 bilhões de dólares).

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,54 por cento, a 6.361 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,46 por cento, a 10.850 pontos.   Continuação...