Greve reduz produção da Petrobras, diz FUP; perdas podem somar US$25 mi/dia

terça-feira, 3 de novembro de 2015 14:23 BRST
 

Por Marta Nogueira e Gustavo Bonato

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A greve de trabalhadores da Petrobras reduziu a produção de petróleo da empresa em cerca de 25 por cento entre domingo e segunda-feira, segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), o que pode implicar em perdas na receita de ao menos 25 milhões de dólares/dia considerando apenas o óleo que deixou de ser extraído.

Apesar da greve, a ação preferencial da Petrobras subia 5,45 por cento às 14h13. Isso em uma sessão em que os contratos futuros do petróleo Brent avançavam 2 por cento no mesmo horário, com operadores no exterior citando a paralisação que atinge a estatal brasileira.

O cálculo sobre as perdas em receita da Petrobras foi realizado por consultores considerando o preço do barril de petróleo Brent, referência no mercado global, a 50 dólares.

"(Nesse cálculo), estamos falando só sobre o que ela deixou de arrecadar pelo valor da mercadoria, fora as margens, que é difícil de calcular porque depende de cada produto, mas no mínimo foi isso", afirmou o sócio-diretor da consultoria DZ Negócios com Energia, David Zylbersztajn.

O mesmo cálculo foi feito pelo presidente da JForman Consultoria, John Forman, com base em relatos de redução da produção divulgados pela federação dos trabalhadores.

De acordo com o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, nas primeiras 24 horas, a greve fez com que a Petrobras deixasse de produzir 500 mil barris de petróleo, sendo 450 mil na Bacia de Campos.

A produção de petróleo da Petrobras no Brasil em setembro foi de cerca de 2 milhões de barris por dia.

Rangel ainda não tinha um levantamento sobre o impacto da paralisação nesta terça-feira.   Continuação...

 
Sede da Petrobras, no centro do Rio de Janeiro.   16/12/2014      REUTERS/Sergio Moraes