Índice europeu de ações cai por setor de commodities, mas Alemanha e França sobem

quinta-feira, 5 de novembro de 2015 16:38 BRST
 

Por Danilo Masoni e Atul Prakash

MILÃO/LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em queda nesta quinta-feira, pressionado pela queda de papéis relacionados a commodities em meio ao avanço do dólar, mas resultados sólidos de empresas na Alemanha e na França limitaram as perdas.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,40 por cento, a 1.495 pontos. Já o índice Euro STOXX 50, que reúne as principais ações da zona do euro, subiu 0,2 por cento, para 3.447 pontos, reduzindo ganhos durante a tarde, enquanto Wall Street mudava de direção e recuava.

O DAX, da Alemanha, e o CAC, da França, foram os índices com melhor desempenho da região, estimulados por alguns resultados de empresas bem-recebidos pelo mercado.

As ações do banco francês Société Générale subiram 4 por cento depois que o lucro do terceiro trimestre aumentou 2,4 por cento, já que um crescimento em sua rede de varejo e menores provisões de risco ajudaram a compensar a fraqueza no banco de investimento.

O resultado foi melhor recebido do que o do rival Crédit Agricole, que caiu 8,2 por cento.

Os papéis da alemã Adidas, segunda maior empresa de roupas esportivas do mundo, tiveram valorização de 8,6 por cento. A empresa aumentou sua previsão anual de vendas e lucro depois que o crescimento das vendas no terceiro trimestre atingiu as expectativas do mercado.

"A Adidas tem visto uma reviravolta com novas iniciativas e produtos. Ela está voltando a ganhar participação de mercado mesmo nos Estados Unidos", disse o analista da Kelper Cheuvreux, Jurgen Kolb.

Na Europa, cerca de 60 por cento das empresas divulgaram seus resultados até agora e cerca de metade tem alcançado ou batido as estimativas de analistas, segundo dados da Thomson Reuters StarMine.   Continuação...