Bovespa fecha em alta após pregão volátil, de olho em dados dos EUA; Eletrobras dispara

quinta-feira, 5 de novembro de 2015 17:56 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa brasileira fechou em alta nesta quinta-feira, após um pregão volátil, com investidores digerindo nova leva de resultados corporativos e aguardando a divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos na sexta-feira.

O Ibovespa avançou 0,71 por cento, a 48.046 pontos. O giro financeiro foi de 6 bilhões de reais.

O índice oscilou entre os territórios positivo e negativo durante o pregão, sem tendência definida, mas ações de bancos, que têm peso relevante em sua composição, contribuíram para que fechasse no azul.

As declarações da chair do Federal Reserve, Janet Yellen, na véspera, contribuíram para dar novo fôlego a preocupações sobre o impacto de uma alta de juros nos EUA sobre países emergentes. Yellen disse que o desemprego baixo, o crescimento contínuo e a crença em um retorno em breve da inflação significam que o país está pronto para taxas de juros mais altas.

Nesta quinta, dados mostraram que os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA ficaram em 276 mil na semana passada, acima da estimativa de 262 mil, mas o mercado aguardava principalmente o relatório de emprego do país, com divulgação prevista para sexta-feira.

"O número mais importante é o relatório de emprego de amanhã", disse o economista Hersz Ferman, da Elite Corretora. Na sua avaliação, embora o mercado já leve em conta um aumento de juros no médio prazo, o momento em que isso ocorrerá tem influenciado bastante os ativos de risco no curtíssimo prazo.

No noticiário local, resultados de empresas como Smiles, Braskem, BTG Pactual e Telefônica Brasil agitaram os negócios.

  Continuação...