Dólar reduz alta com operações pontuais e baixo volume, após encostar em R$3,85 por Fed

sexta-feira, 6 de novembro de 2015 16:20 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar reduziu a alta e voltou operar abaixo de 3,80 reais nesta sexta-feira, com operadores citando fluxos de entrada de recursos e operações cambiais corporativas que tiveram seu efeito exacerbado pelo baixo volume de negócios.

Mais cedo, a moeda norte-americana havia alcançado 3,8432 reais na máxima da sessão, após dados fortes sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos alimentarem apostas em aumento dos juros norte-americanos em dezembro, o que reduziria a atratividade de investimentos em países emergentes.

Às 16:19, o dólar avançava 0,11 por cento, a 3,7806 reais na venda.

"Não tem muito lote e o mercado não está querendo ficar comprado (em dólar)", disse a operadora de uma corretora nacional, referindo-se a apostas na alta da moeda norte-americana.

Nas últimas semanas, o mercado brasileiro de câmbio vêm mostrando poucos negócios, com investidores evitando grandes operações devido às incertezas políticas e econômicas locais. Por isso, operações pequenas tendem a ter impacto maior sobre as cotações. "Qualquer negócio derruba a cotação", resumiu a operadora.

Mais cedo, o dólar avançou com força sobre o real, reagindo à informação de que a criação de vagas nos EUA saltou em outubro depois de dois meses seguidos de ganhos fracos, com a taxa de desemprego atingindo a mínima de sete anos e meio.

Após a divulgação dos números, duas autoridades do Federal Reserve comemoraram os dados, dando ainda mais força à tese de que o banco central norte-americano está prestes a agir.

"(O aumento de juros) vai ter que vir em dezembro", disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho. "Mas ainda falta um mês para a reunião do Fed, o mercado vai continuar especulando em cima de cada dado".

O Banco Central brasileiro deu continuidade, nesta manhã, à rolagem dos swaps cambiais que vencem em dezembro. Até agora, a autoridade monetária rolou o equivalente a 2,368 bilhões de dólares, ou cerca de 22 por cento do lote total, que corresponde a 10,905 bilhões de dólares.

(Por Bruno Federowski)