Importações chinesas de minério de ferro, petróleo e soja recuam em outubro

domingo, 8 de novembro de 2015 10:00 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A China importou 75,52 milhões de toneladas de minério de ferro em outubro, uma queda de 12,3 por cento ante o mês anterior, de acordo com dados da autoridade aduaneira divulgados neste domingo, com um feriado no período agravando os reflexos da desaceleração da indústria siderúrgica para o mercado da commodity.

A desaceleração do crescimento econômico da China tem tido um enorme impacto sobre indústrias pesadas, como siderurgia e de energia, levando a uma queda na demanda por commodities, como minério de ferro e carvão.

    As importações de minério de ferro em outubro caíram 4,9 por cento na comparação anual, enquanto os embarques nos primeiros dez meses do ano já registram queda de 0,5 por cento, para 774,5 milhões de toneladas, apesar de um colapso dos preços e de um declínio na produção de alto custo doméstica.

    Os embarques de carvão em outubro atingiram 13,96 milhões de toneladas, uma queda de 21,4 por cento ante setembro e de 30,7 por cento ante o mesmo mês de 2014.

As importações de petróleo em outubro caíram 5,7 por cento ante setembro, para 26,35 milhões de toneladas, ou 6,2 milhões de barris por dia.

As importações de soja diminuíram 23,8 por cento no mês para 5,53 milhões de toneladas, segundo dados alfandegários, com suprimentos da oleaginosa da América do Sul em declínio e a oferta da nova safra dos Estados Unidos ainda sendo transportada.

Com os desembarques do produto dos EUA começando a aumentar, as importações devem crescer para até 7 milhões de toneladas em novembro, segundo um órgão de análises do governo.

(Reportagem de David Stanway)