Bovespa recua 1,54% acompanhando exterior; bancos e Petrobras pressionam

segunda-feira, 9 de novembro de 2015 17:48 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta segunda-feira, acompanhando o viés negativo de Wall Street, após dados fracos sobre o comércio exterior da China, e com a ações de bancos entre as maiores pressões de baixa nas operações locais.

O Ibovespa caiu 1,54 por cento, a 46.194 pontos.

O giro financeiro totalizou 4,5 bilhões de reais.

Nos Estados Unidos, o S&P 500 caía 1,1 por cento, com preocupações sobre enfraquecimento da demanda após dados fracos sobre o comércio exterior da China e relatório da OCDE alertando para o desaquecimento da economia global.

Também repercutiam nos negócios as perspectivas de custos de financiamento mais elevados para as empresas nos Estados Unidos caso o Federal Reserve eleve os juros no próximo mês, aposta reforçada após os dados de emprego da última semana.

DESTAQUES

=ITAÚ UNIBANCO caiu 2,56 por cento, exercendo a maior influência negativa sobre o Ibovespa, dado o relevante peso que detém na composição do índice. BRADESCO também exerceu forte pressão de baixa, com declínio de 2,24 por cento.   Continuação...