Bombardier vê novos jatos executivos em operação até 2018

segunda-feira, 9 de novembro de 2015 19:39 BRST
 

TORONTO (Reuters) - (No texto de 3 de novembro corrige título e 1o e 2o parágrafos para esclarecer que jatos são executivos, não comerciais)

TORONTO (Reuters) - A Bombardier está confiante de que todos os novos jatos executivos Global 7000 atingirão o prazo para entrar em operação na metade de 2018, disse o chefe de sua unidade de fabricação de aeronaves, David Coleal, nesta terça-feira.

A empresa, que forneceu uma atualização ao programa de jatos executivos em suas instalações em Toronto, disse que, apesar dos obstáculos que enfrentou, a demanda pelo novo jato está forte.

Em julho, a Bombardier adiou seu cronograma para o jato que deveria entrar em serviço em 2016, para o segundo semestre de 2018.

Os clientes continuam conosco, porque não há nada que vá competir com isso", disse Coleal. "Nossas reservas são fortes."

A Bombardier, sediada em Montreal, se deparou com uma série de problemas nos últimos meses, principalmente por causa dos atrasos na linha de jatos CSeries, adiados por anos e que estão bilhões de dólares acima do orçamento.