China diz que política de dois filhos irá contribuir com 0,5 pp em taxa de crescimento

terça-feira, 10 de novembro de 2015 08:40 BRST
 

Por Sui-Lee Wee

PEQUIM (Reuters) - A adoção da política de dois filhos na China deve impulsionar o crescimento econômico em cerca de 0,5 ponto percentual, como resultado de um aumento no tamanho da força de trabalho, disse uma autoridade sênior chinesa nesta terça-feira.

Wang Pei'an, vice-ministro da Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar, não especificou um período para a meta de crescimento. Na semana passada, o presidente chinês, Xi Jinping, disse que é possível que o país tenha um crescimento econômico anual de cerca de 7 por cento nos próximos cinco anos.

"A longo prazo, o efeito positivo no crescimento econômico será significativo", disse Wang em entrevista coletiva.

A previsão econômica de Wang ocorre quase duas semanas após o Partido Comunista chinês anunciar que vai aliviar a controversa "política do filho único". Mas críticos dizem que a mudança política chegou tarde e não terá o efeito desejado.

A adoção de uma política de dois filhos irá impulsionar a demanda de consumo para casas, educação e saúde e necessidades diárias, e aumenta o número de empregos a curto prazo, disse Wang.

 
Gêmeos segurando bandeiras da China em Pequim.  02/11/2015    REUTERS/Kim Kyung-Hoon