Ações asiáticas recuam para mínima de 1 mês por Fed e preocupações com crescimento mundial

terça-feira, 10 de novembro de 2015 08:14 BRST
 

Por Hideyuki Sano e Shinichi Saoshiro

TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas caíram à mínima de um mês nesta terça-feira uma vez que a perspectiva de custos de empréstimos mais elevados nos Estados Unidos e o crescimento econômico global mais lento afetaram os ativos de maior risco.

Às 8h11 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 1,24 por cento. O índice Kospi da Coreia do Sul recuou 1,44 por cento e o índice Hang Seng de Hong Kong teve queda de 1,43 por cento.

O índice Nikkei do Japão teve alta de 0,15 por cento, ampliando a máxima de dois meses e meio atingida na segunda-feira.

"Os preços das ações se recuperaram bastante (no mês passado). A alta está chegando a um final por enquanto conforme os mercados tentam precificar o aumento dos juros pelo Fed em dezembro", disse o estrategista-chefe do Mizuho Trust Securities Takeru Ogihara.

Dados desta terça-feira mostraram que a inflação da China moderou mais do que o esperado em outubro, sinalizando a persistente pressão deflacionária no país.

Dados fracos da China alimentam as expectativas de mais medidas de estímulo que tendem a sustentar as ações chinesas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,15 por cento, a 19.671 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,43 por cento, a 22.401 pontos.   Continuação...