Com alívio no atacado, IGP-M desacelera alta a 1,31% na 1ª prévia de novembro

terça-feira, 10 de novembro de 2015 08:32 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) avançou 1,31 por cento na primeira prévia de novembro, desacelerando ante alta a 1,64 por cento no mesmo período de apuração do mês anterior, devido a um alívio da alta dos preços no atacado.

Em outubro, o IGP-M fechou com avanço de 1,89 por cento.[nEMN4T7MOF]

Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, registrou alta de 1,73 por cento na primeira prévia de novembro, contra 2,36 por cento em igual período de outubro.

Os preços agropecuários desaceleraram a alta a 1,67 por cento na primeira prévia de novembro, ante 3,42 por cento no período anterior.

Por outro lado, a alta do Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30 por cento no índice geral, acelerou para 0,62 por cento, sobre 0,40 por cento no mês anterior.

O destaque aqui foi o grupo Transportes, com avanço dos preços de 1,90 por cento sobre 0,66 por cento antes. A maior contribuição para esse resultado partiu do item gasolina, que subiu 5,22 por cento na primeira prévia de novembro sobre queda de 0,55 por cento antes.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,23 por cento no período, após avançar 0,12 por cento na primeira apuração de outubro.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

A primeira prévia do IGP-M calculou as variações de preços no período entre os dias 21 e 31 do mês de outubro.   Continuação...