Sobe para 3 número oficial de mortos pelo rompimento de barragens da Samarco

terça-feira, 10 de novembro de 2015 11:14 BRST
 

Por Marta Nogueira e Stephen Eisenhammer

MARIANA, Minas Gerais (Reuters) - Um terceiro corpo de vítima do rompimento de barragens da mineradora Samarco, em Mariana (MG), foi identificado, reduzindo o número de desaparecidos para 24, sendo 11 funcionários e 13 moradores, informou em nota a prefeitura.

O corpo identificado é de Valdemir Aparecido Leandro, de 48 anos, funcionário da empresa Geocontrole, prestadora de serviços para a Samarco.

O acidente, que paralisa a produção da Samarco, uma joint venture da Vale com a australiana BHP, também afetou a extração de minério de ferro da Vale em minas próximas do incidente, ocorrido na última quinta-feira.

O número de desabrigados pela enxurrada de lama agora é de 612, totalizando 162 famílias hospedadas em hotéis de Mariana, de acordo com os números oficiais --na segunda-feira, tinham sido contabilizados 601 desabrigados.

Também foi resgatado mais um corpo na segunda-feira, no município vizinho de Barra Longa, ainda sem identificação e sem definição de idade e sexo.

Com isso, segundo o último boletim da prefeitura, dois corpos permanecem não identificados no IML de Belo Horizonte.

As autoridades têm contabilizado os mortos pelo acidente apenas à medida que eles são identificados.

No município de Barra Longa, ainda segundo a prefeitura de Mariana, foi realizada a distribuição de medicamentos e suprimentos para os moradores em localidades isoladas pela lama.   Continuação...

 
Pátio de escola em Bento Rodrigues tomado pela lama de barragens da Samarco que romperam.  09/11/2015   REUTERS/Ricardo Moraes