Governo avalia ABN Amro em até 18,8 bi euros conforme define preço de IPO

terça-feira, 10 de novembro de 2015 11:38 BRST
 

Por Toby Sterling

AMSTERDÃ (Reuters) - O governo holandês anunciou uma ampla faixa de preços nesta terça-feira para o ABN Amro em seu processo de volta a mãos privadas, avaliando o banco entre 15 bilhões e 18,8 bilhões de euros no que caminha para ser a maior oferta inicial de ações de um banco desde a crise financeira.

O IPO do ABN em 20 de novembro é um marco que ocorre conforme a economia holandesa finalmente se recupera da crise e seu governo busca superar a custosa nacionalização do ABN em 2008.

O ministro das Finanças da Holanda, Jeroen Dijsselbloem, que deu a aprovação final para a venda de uma fatia de 23 por cento do banco, admitiu que os contribuintes provavelmente não vão conseguir recuperar os 22 bilhões de euros do resgate.

"O preço do resgate do ABN Amro foi bem maior", disse o ministro em Bruxelas. "Nós vamos apenas tentar vendê-lo com o melhor retorno possível."

Anteriormente Dijsselbloem havia dito que o controle do banco pelo governo era apenas uma medida temporária, e que venderia o restante de sua participação nos próximos anos.

A oferta de IPO do banco é de 188 milhões de certificados de depósito representando ações de 16 a 20 euros cada, em linha com as estimativas dos banqueiros, e significa que o governo vai arrecadar de 3,01 a 3,76 bilhões de euros.