Sobe para 4 número de mortos pelo rompimento de barragens em MG

terça-feira, 10 de novembro de 2015 14:00 BRST
 

Por Marta Nogueira e Stephen Eisenhammer

MARIANA, Minas Gerais (Reuters) - Um quarto corpo de vítima do rompimento de barragens da mineradora Samarco, em Mariana (MG), foi identificado, reduzindo o número de desaparecidos para 22, à medida que as buscas se intensificam na região afetada pelo desastre, com bombeiros incansáveis contando até com a ajuda de familiares nos trabalhos.

Com a identificação de Valdemir Aparecido Leandro, de 48 anos, funcionário da empresa Geocontrole, prestadora de serviços para a Samarco, e da menina de 5 anos Emanuele Vitória Fernandes, a prefeitura de Mariana contabilizou nesta terça-feira quatro vítimas fatais do incidente.

O número de desaparecidos caiu para 22, sendo 11 trabalhadores e 11 moradores, depois que uma mulher de 65 anos, considerada desaparecida, foi encontrada no município de Santa Bárbara.

O acidente, que paralisa a produção da Samarco, uma joint venture da Vale com a anglo-australiana BHP Billiton, também afetou a extração de minério de ferro da Vale em minas próximas do incidente, ocorrido na última quinta-feira.

O número de desabrigados pela enxurrada de lama agora é de 631, que estão hospedados em hotéis de Mariana.

BUSCAS

Após o colapso das barragens da mineradora Samarco, que soterrou quase todo o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, bombeiros trabalhavam na segunda-feira incansáveis na busca pelo corpo de um menino de 7 anos com a ajuda de seu pai.   Continuação...

 
Bombeiro da equipe de restage faz busca em Bento Rodrigues, Mariana. 8/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes