Liquidação em mercado de energia do Brasil pode ficar travada até 2016

terça-feira, 10 de novembro de 2015 15:38 BRST
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - As liquidações de contratos do mercado de energia elétrica do Brasil podem ficar travadas até 2016, disseram especialistas nesta terça-feira, depois de a instituição responsável pelas operações anunciar que suspendeu 4,2 bilhões de reais em pagamentos às empresas do setor previstos para esta terça-feira.

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que promove a liquidação mensalmente, disse que diversas ações judiciais impediram o processamento da operação --com as empresas obtendo proteção contra perdas com o déficit de geração das hidrelétricas, causado pela seca, e com a inadimplência do mercado.

"O mercado travou definitivamente... não é trivial desfazer essa confusão. É possível que isso só se resolva definitivamente em dezembro ou janeiro", disse à Reuters o integrante do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da UFRJ (Gesel-UFRJ) Roberto Brandão.

As operações de compra e venda de energia seguem acontecendo, mas, com as operações travadas na CCEE, deixa de haver o acerto de diferenças entre a geração ou consumo de cada empresa e os montantes contratados.

Nessas situações, as empresas acabam vendendo energia com desconto, para não ficar com sobras a receber na CCEE.

O Ministério de Minas e Energia disse à Reuters, por meio de nota, que "está atuando junto à Câmara e aos agentes para equacionar a questão e viabilizar o quanto antes a retomada da liquidação", sem especificar datas.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tenta negociar um acordo com as empresas do setor para que, em troca de uma compensação parcial às perdas de faturamento das hidrelétricas, estas retirem as ações judiciais até 14 de dezembro deste ano.

Ainda há incertezas em relação à aceitação da proposta pelo mercado e, mesmo que se chegue a um acordo, viabilizar a retirada das ações e a retomada do funcionamento do mercado pode não ser tão simples.   Continuação...