Presidente da Bradesco Seguros morre em acidente de avião, dizem fontes

quarta-feira, 11 de novembro de 2015 07:36 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Marco Antonio Rossi, presidente da Bradesco Seguros, morreu em um acidente de avião na terça-feira, disseram à Reuters duas pessoas com conhecimento do incidente.

Rossi, de 54 anos, estava a bordo de um jato Cessna Citation VII que voava de Brasília para São Paulo quando caiu em uma área entre os Estados de Goiás e Minas Gerais, disseram as fontes, acrescentando que o avião pertencia ao Bradesco.

Lúcio Flávio Condouro de Oliveira, presidente da Bradesco Vida e Previdência, também morreu no acidente, de acordo com as fontes, que pediram para não ser identificadas já que não têm autorização para falar com a mídia.

A Força Aérea Brasileira (FAB) disse que quatro pessoas estavam a bordo da aeronave quando o Cessna desapareceu dos radares na tarde de terça-feira perto da fronteira entre Goiás e Minas. Dois ocupantes do avião eram os pilotos, segundo as autoridades.

Rossi era visto como o mais provável sucessor de Luiz Carlos Trabuco como presidente do Bradesco.

Ele substituiu Trabuco como chefe da Bradesco Seguros quando o atual CEO foi escolhido para comandar o banco em 2009. Sob as regras do Bradesco, executivos devem se aposentar aos 65 anos. Trabuco vai completar a idade limite em outubro de 2016.

Fundada em 1935, a Bradesco Seguros é a maior seguradora do Brasil e é responsável por cerca de um terço do lucro anual do banco Bradesco. Há tempos, ela tem sido um trampolim para executivos galgarem posições mais altas no grupo.

Em seu cargo, Rossi criou novos produtos para famílias de baixa renda e diversificou nas áreas de resseguro e produtos corporativos. Ele disse a investidores no mês passado que a Bradesco Seguro poderia superar o impacto da recessão econômica nos lucros por meio de foco em segmentos com margens maiores.

Rossi também estava trabalhando em uma possível venda do portfólio de seguros de alto risco da Bradesco Seguros e no patrocínio da empresa aos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, disse uma das fontes.

(Reportagem de Guillermo Parra-Bernal, Tatiana Bautzer e Jeb Blount)