Lufthansa cancela mais de 900 voos após perder ação para interromper greve

quarta-feira, 11 de novembro de 2015 12:11 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A Lufthansa cancelou 930 voos planejados para esta quarta-feira após um tribunal rejeitar seu pedido para interromper a greve dos comissários, no que está se desenhando como a mais longa paralisação na história da aviação comercial alemã.

Os comissários começaram a paralisação na sexta-feira com demandas de longa data sobre benefícios de aposentadoria mais cedo e pensões, e, até o momento, forçou o cancelamento de quase 3 mil voos, atrapalhando os planos de viagem de mais de 330 mil clientes da companhia.

Os voos cancelados nesta quarta-feira representam cerca de um terço do número total operado pelo grupo.

A Lufthansa ganhou uma liminar temporária em Dusseldorf, mas que se aplicava apenas à paralisação de terça-feira e apenas para comissários em Dusseldorf. Uma corte em Darmstadt derrubou um pedido para impedir a greve até sexta-feira.

"A Lufthansa vai decidir hoje seus próximos passos", disse a companhia em um comunicado nesta quarta-feira.

A companhia tem a possibilidade de apelar da decisão da corte de Darmstadt, mas uma decisão ainda não foi tomada, disse um porta-voz nesta quarta-feira.

A operadora de linhas aéreas também entrou com pedido de outra liminar em Dusseldorf para impedir a greve até sexta-feira.

(Por Victoria Bryan)

 
Painel indicando voos cancelados da Lufthansa no aeroporto internacional de Munique, Alemanha.     09/11/2015  REUTERS/Michael Dalder