Banco italiano UniCredit cortará 18,2 mil empregos

quarta-feira, 11 de novembro de 2015 12:26 BRST
 

MILÃO (Reuters) - O UniCredit, maior banco italiano em ativos, planeja cortar milhares de empregos e reestruturar ou se retirar do negócio de varejo na Áustria e de operações de leasing na Itália enquanto se move para impulsionar sua base financeira e evitar um aumento de capital.

O UniCredit, o mais recente de grandes bancos a anunciar uma profunda revisão de suas operações para impulsionar o resultado, disse nesta quarta-feira que espera ter um índice de capital de 12,6 por cento em 2018, comparado a 10 por cento no plano anterior.

O lucro líquido para 2018 é previsto em 5,3 bilhões de euros, abaixo dos 6,6 bilhões estimados anteriormente.

Em comunicado, o banco disse que vai reduzir sua força de trabalho em 18,2 mil pessoas, incluindo 6 mil por conta da venda de negócios na Ucrânia e da joint-venture de gestão de ativos Pioneer, criada com o Santander.

O corte de empregos vai ser dado tanto nos centros corporativos locais como globais, como também na área de banco comercial na Itália, Alemanha, Áustria, Europa Central e no Leste Europeu, disse o banco.