Governo estuda punição a empresas por rompimento de barragens em MG, diz ministra

quarta-feira, 11 de novembro de 2015 15:08 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal estuda punições às empresas envolvidas no rompimento de duas barragens de mineração em Mariana (MG), operadas pela Samarco, uma joint venture da Vale com a anglo-australiana BHP Billiton, disse nesta quarta-feira a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

"Vamos verificar, porque o impacto é regional... Se couber a aplicação de multas por parte da área federal, nós aplicaremos. Seremos rígidos", disse a ministra a jornalistas. Izabella afirmou que, embora o licenciamento seja um tema estadual, como a lama da barragem está se espalhando para o Estado vizinho do Espírito Santo, o assunto ganha contorno federal.

(Reportagem de Anthony Boadle)

 
Destroços em Bento Rodrigues, distrito de Mariana atingido por lama de barragens da mineradora Samarco. 10/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes