Dilma responsabiliza Samarco por desastre em Mariana e anuncia multa estimada em R$250 mi

quinta-feira, 12 de novembro de 2015 15:31 BRST
 

(Reuters) - A presidente Dilma Rousseff responsabilizou nesta quinta-feira a mineradora Samarco, uma joint venture entre a brasileira Vale e a anglo-australiana BHP Billiton, pelo desastre provocado pelo rompimento de duas barragens operadas pela empresa em Mariana (MG) e anunciou uma multa "preliminar" de 250 milhões de reais à companhia.

Em entrevista a jornalistas em Governador Valadares (MG), depois de sobrevoar a área afetada pela lama que veio das barragens, Dilma disse ainda que a Samarco precisa ser responsabilizada pela falta de atendimento à população, pela reconstrução da região e que pode sofrer outras multas, além da que será aplicada pelo Ibama estimada em 250 milhões de reais.

(Reportagem da Reuters TV)