Índice de ações europeias têm maior queda desde setembro

quinta-feira, 12 de novembro de 2015 17:11 BRST
 

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - Um dos mais importantes índices de ações da Europa registrou sua maior queda em seis semanas nesta quinta-feira, com a fraqueza do mercado acionário norte-americano e dos preços das commodities, juntamente com resultados corporativos ruins, levando as ações para baixo.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 1,61 por cento, a 1.470 pontos, maior queda diária desde 28 de setembro.

O índice enfraqueceu com Wall Street, depois que dados de emprego ratificaram a perspectiva de que o Federal Reserve poderá aumentar os juros em dezembro.

Os resultados corporativos mais fracos do que o esperado na Europa incluíram outro alerta da Rolls-Royce, o que levou as ações da fabricante de motores britânica a despencarem 19,6 por cento-- maior recuo percentual diário em 15 anos.

O setor de commodities foi o que registrou maior queda, com as empresas de matérias-primas caindo 4,2 por cento e as empresas de energia recuando 3,1 por cento.

Um dólar forte e preocupações sobre excesso de oferta levaram o cobre a um nível mais baixo em seis anos, enquanto um relatório da Opep de que uma oferta excessiva de petróleo vai persistir derrubou o preço do Brent.

"Combine oferta abundante com uma perspectiva de dólar forte, e os preços das commodities vão sofrer", disse Chris Faulkner MacDonagh, estrategista de mercados globais da Standard Life.

  Continuação...