Crescimento econômico da Alemanha desacelera no 3º tri por comércio internacional

sexta-feira, 13 de novembro de 2015 08:59 BRST
 

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - O crescimento econômico da Alemanha desacelerou no terceiro trimestre uma vez que o comércio externo pesou sobre a maior economia da Europa em um momento em que sua dependência de exportações a deixa exposta à fraqueza nos mercados emergentes.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 0,3 por cento no trimestre entre julho e setembro após expansão de 0,4 por cento nos três meses anteriores. O resultado ficou em linha com as expectativas em pesquisa da Reuters.

A Agência Federal de Estatísticas divulgou nesta sexta-feira que a demanda doméstica foi o principal motor do crecimento. "O consumo privado e o público aumentaram", informou, em comunicado. No entanto, a agência acrescentou que o investimento em equipamentos caiu.

O nível recorde de emprego e o aumento dos salários estão impulsionando o consumo privado na Alemanha, enquanto a decisão do governo de receber um grande número de imigrantes está levando a maiores gastos públicos.

A agência de estatísticas disse que o crescimento no terceiro trimestre foi contido pelo comércio externo, uma vez que as importações cresceram bem mais do que as exportações.

"As turbulências nos mercados emergentes e a desaceleração chinesa finalmente deixaram algumas marcas na economia alemã", disse o economista do ING Bank Carsten Brzeski.

Dados não ajustados sazonalmente mostraram que a economia expandiu 1,8 por cento no terceiro trimestre na comparação anual, também em linha com a expectativa.

 
Funcionária colocando bandeira nacional da Alemanha antes de evento em Berlim.   07/09/2015   REUTERS/Fabrizio Bensch