Justiça de MG ordena bloqueio de R$300 mi nas contas da Samarco

sexta-feira, 13 de novembro de 2015 18:41 BRST
 

(Reuters) - A Justiça estadual de Minas Gerais determinou o bloqueio de 300 milhões de reais na conta da mineradora Samarco para a reparação de danos às vítimas do rompimento de barragens da mineradora no município de Mariana, informou o Tribunal de Justiça nesta sexta-feira.

A ação civil pública foi proposta pelo Ministério Público, que disse que mais de quinhentas pessoas encontram-se desabrigadas e hospedadas em hotéis e casas de terceiros.

Em despacho, o juiz Frederico Esteves Duarte Gonçalves, da Comarca de Mariana, destacou que o dever da companhia de indenizar as vítimas independe da investigação sobre a existência de culpa no desastre.

Por outro lado, o magistrado afirmou que o episódio requer cuidado para que a empresa não seja "demonizada" diante da "intensa comoção social", segundo a nota.

A Samarco disse, em nota, que ainda não foi oficialmente notificada da decisão.

(Por Gustavo Bonato, em São Paulo)