PwC atribui valor de R$18,4 bi a R$20,2 bi para HSBC Brasil em laudo para Bradesco

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 11:10 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A PricewaterhouseCoopers atribuiu valor entre 18,4 bilhões e 20,2 bilhões de reais para as operações brasileiras do HSBC, segundo laudo de avaliação pedido pelo Bradesco. O valor inclui sinergias operacionais de 6,2 bilhões de reais a serem obtidas pelo Bradesco.

O segundo maior banco privado do Brasil anunciou a compra do HSBC Brasil no início de agosto por 5,2 bilhões de dólares, ou 17,6 bilhões de reais pela taxa de câmbio da ocasião.

O laudo divulgado pelo Bradesco nesta segunda-feira considera no cenário base uma projeção de lucro do HSBC Brasil de 1,206 bilhão de reais este ano e de 749 milhões de reais em 2016. O valor sobe a 1,645 bilhão de reais em 2017 e vai a 2,406 bilhões de reais em 2018.

Enquanto isso, as estimativas para as despesas de pessoal para este ano somam 3,496 bilhões de reais, mantendo-se relativamente estáveis em 2016 e 2017 e avançando a 3,598 bilhões de reais em 2018.

Além do laudo de avaliação, o Bradesco divulgou mais cedo proposta a ser enviada a seu Conselho de Administração para pagamento em março de 2016 de cerca de 4 bilhões de reais em juros sobre capital próprio complementares.

As ações do Bradesco tinham oscilação positiva de 0,23 por cento, às 11h07, enquanto o Ibovespa mostrava alta de 0,49 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

 
Logotipo do HSBC em agência do banco na cidade de São Paulo. 03/08/2015. REUTERS/Paulo Whitaker