El Niño deve ganhar força e tornar-se o mais forte já registrado, diz ONU

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 12:34 BRST
 

GENEBRA (Reuters) - A atual ocorrência do fenômeno climático El Niño deverá fortalecer-se antes de do fim do ano e tornar-se a mais forte já registrada, disse nesta segunda-feira a Organização Meteorológica Mundial, ligada à ONU.

A OMM disse que este El Niño já é "forte de maduro" e o mais intenso em 15 anos.

O fenômeno, provocado pelo aquecimento da superfície da água do leste do Oceano Pacífico, deverá ter picos de 2 graus Celsius acima do normal nas médias de três meses, colocando a atual ocorrência no mesmo patamar das verificadas em 1972/73, 1982/83 e 1997/98, disse a OMM.

O secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, disse que o mundo está mais preparado do que nunca, e que os países mais afetados estão se planejando para contigenciar os impactos para agricultura, pesca, fornecimento de água e saúda, e que campanhas para prevenção de desastres deveriam ser implementadas para salvar vidas e reduzir prejuízos econômicos.

No Brasil, áreas agrícolas já sentem os efeitos do El Niño.

No cinturão de grãos do Centro-Oeste, o plantio de soja vem sendo afetado por irregularidades nas chuvas.

O El Niño também é caracterizado por precipitações acima da média no Sul do país e escassez de chuvas no Nordeste.

(Por Tom Miles)