Eletrobras busca compensação de R$3,2 bi por perdas em hidrelétricas com seca

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 17:14 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras pleiteia junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) uma compensação de cerca de 3,2 bilhões de reais por perdas de faturamento com os efeitos da seca em suas hidrelétricas em 2015, disse o diretor financeiro da estatal, Armando Casado, em teleconferência nesta segunda-feira.

Desse montante, referente ao acumulado nos nove primeiros meses do ano, 2,7 bilhões de reais seriam pelos efeitos do déficit hídrico na holding Eletrobras, enquanto 500 milhões de reais devem-se à participação da estatal como acionista em outros empreendimentos, como as hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, entre outras.

"Estamos com nossa diretoria de regulação o tempo todo examinando essa matéria", disse Casado.

O governo autorizou, na Medida Provisória 688, que as elétricas sejam compensadas pelas perdas, em um acordo que foi regulamentado pela Aneel e agora é examinado pelas empresas.

Para receber o apoio, as empresas precisarão retirar até 14 de dezembro as ações judiciais com as quais obtiveram proteção contra o déficit nas liquidações da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

INDENIZAÇÕES NO RADAR

A Eletrobras também pleiteia junto à União o pagamento de 26,4 bilhões de reais em indenizações por investimentos não amortizados em suas concessões de geração e transmissão de energia que foram renovadas em 2013, no âmbito de um plano do governo federal para reduzir as contas de luz.

Segundo Casado, a Eletrobras deverá apresentar até o final do ano todos os pedidos de indenização referentes ao menos aos contratos de transmissão.   Continuação...