Produção e vendas de aço no Brasil caem em outubro

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 17:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção e as vendas de aço no Brasil em outubro caíram sobre o mesmo período do ano passado, com recuos expressivos em produtos laminados planos e longos em meio ao quadro recessivo da economia.

A produção de aço bruto caiu 2,3 por cento, a 2,982 milhões de toneladas, não recuando mais diante de exportações de produtos semiacabados, que carregam margens de lucro menores que produtos laminados e que foram 12,3 por cento maiores no período, a 709,2 mil toneladas.

Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira pelo Instituto Aço Brasil (IABr), que reúne as grandes siderúrgicas do país, o consumo aparente somou 1,7 milhão de toneladas em outubro, queda de 26,4 por cento sobre o mesmo mês do ano passado.

As vendas no mercado interno caíram 23,5 por cento no mês passado sobre um ano antes, a 1,5 milhão de toneladas, pressionadas por queda de 23 por cento nos laminados planos e de 24,1 por cento nos longos, usados na construção civil.

No acumulado de janeiro a outubro, o consumo aparente, equivalente à soma das vendas no mercado interno mais importações, mostra queda de 15,2 por cento na comparação anual.

Já a produção acumulada está 1,3 por cento abaixo do nível produzido de janeiro a outubro do ano passado, a 28,235 milhões de toneladas.

O IABr estima queda de 6,5 por cento na produção brasileira de aço bruto este ano, para 32,75 milhões de toneladas. Com isso, o volume aço bruto a ser produzido em novembro e dezembro para atingir a previsão é de 4,515 milhões de toneladas ante 5,289 milhões de toneladas produzidas no último bimestre do ano passado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)