Presidente da Rússia questiona acordo comercial transpacífico liderado pelos EUA

terça-feira, 17 de novembro de 2015 10:26 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, criticou nesta terça-feira a maneira como o acordo comercial Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), que tem apoio dos Estados Unidos, está sendo organizado, dizendo que "conversas clandestinas" não promovem a estabilidade na Ásia-Pacífico.

As declarações dele foram publicadas no site do Kremlin alguns dias antes do encontro de 18 e 19 de novembro da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), que o líder russo disse que deveria ter um papel maior no comércio da região.

O TPP, acordo fechado em 5 de outubro após negociações entre os Estados Unidos e 11 países do Pacífico, busca liberalizar o comércio em 40 por cento da economia mundial.

Putin, em seu artigo publicado no site do Kremlin, disse que a criação de novas zonas de comércio tem promovido a liberalização do comércio e investimentos na região da Ásia Pacífico. A Rússia não é integrante do TPP.

"Entretanto, a natureza confidencial da Parceria Transpacífico dificilmente facilita o desenvolvimento sustentável da Ásia Pacífico", disse Putin, sem dar mais detalhes.

(Por Vladimir Soldatkin)