China diz que está cortando capacidade de aço e busca resolver disputas comerciais

terça-feira, 17 de novembro de 2015 13:41 BRST
 

XANGAI (Reuters) - A China está tomando medidas ativamente para cortar a capacidade de produção de aço e busca fortalecer conversas com outros países para solucionar disputas ligadas ao comércio de aço, disse o Ministério do Comércio chinês nesta terça-feira.

A indústria do aço chinesa, a maior do mundo, tem sido culpada por siderúrgicas internacionais, que se dizem afetadas por exportações indiscriminadas a preços considerados injustos.

Analistas esperam que o país embarque para o exterior um recorde de mais de 100 milhões de toneladas de produtos de aço neste ano para compensar o encolhimento da demanda doméstica em meio à desaceleração econômica.

"O excesso de capacidade é um tema comum com o qual se depara a indústria global de aço, que está sob restruturação. A China está ativamente tomando medidas e otimizando a estrutura da indústria, incluindo o corte de grandes capacidades", disse Shen Danyang, porta-voz do Ministério do Comércio, a jornalistas.

O excesso crônico de capacidade e a queda da demanda contribuíram para que os preços de aço chineses atingissem seu menor nível em décadas, forçando siderúrgicas locais a cortar a produção, enquanto algumas fecharam permanentemente devido a expressivas perdas e dívidas.

(Por Ruby Lian, Xiaoyi Shao e Manolo Serapio Jr)