CMO permite que governo tenha déficit primário de até R$117 bi em 2015

terça-feira, 17 de novembro de 2015 17:00 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta terça-feira o projeto de lei que altera a meta de superávit primário do setor público consolidado para déficit de no mínimo 48,9 bilhões de reais e no máximo de 117 bilhões de reais em 2015.

No pior dos cenários, o resultado será afetado pelo pagamento de até 57 bilhões de reais das chamadas pedaladas fiscais e pela frustração de receitas de 11,1 bilhões de reais com leilão de hidrelétricas. O projeto de lei ainda precisará ser aprovado em sessão plenária no Congresso.

(Por Marcela Ayres)