Usinas de açúcar da Índia vêem grandes oportunidades de exportação para Ásia

quarta-feira, 18 de novembro de 2015 19:11 BRST
 

LONDRES (Reuters) - China, Indonésia, Malásia e Bangladesh oferecem grande potencial para exportações de açúcar indiano, disse um importante representante dos usineiros da Índia nesta quarta-feira, com seu país no caminho para se tornar um exportador líquido de açúcar nos próximos anos.

Abinash Verma, diretor-geral da Associação de Usinas de Açúcar Indianas (Isma, na sigla em inglês), disse que as exportações de açúcar indiano para estes quatro mercados são modestas, mas podem crescer. Ele não ofereceu dados.

A indústria do açúcar da Índia, que exerce um grande impacto nos preços globais porque oscila entre importador líquido e exportador líquido, foi atingida por preços baixos e um excesso de oferta global de açúcar.

Em setembro, o governo anunciou novas regras obrigando os produtores de açúcar a elevar as exportações em pelo menos 4 milhões de toneladas na atual temporada de moagem para reduzir os estoques, na medida em que o país enfrenta o sexto ano de excesso de oferta.

"A Índia produz açúcar de alta qualidade que pode competir com a oferta brasileira," disse Verma à Reuters nos bastidores de um seminário da Organização Internacional do Açúcar.

Em um discurso no seminário nesta terça-feira, Verma disse que a Índia, o maior produtor global de açúcar após o Brasil, se tornaria um exportador nos próximos anos, exceto se houver um evento climático extremo.

(Por David Brough)