Credibilidade do BCE estará em risco se meta de inflação não for alcançada, diz membro do banco

quinta-feira, 19 de novembro de 2015 10:00 BRST
 

Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) vai encarar um problema de credibilidade se falhar novamente em levar a inflação de volta à sua meta e corre o risco de perder a habilidade de influenciar o comportamento do mercado e das famílias, disse nesta quinta-feira o membro da Comissão Executiva do BCE Peter Praet.

Com as expectativas de inflação ainda se mantendo abaixo da meta de quase 2 por cento do BCE, o banco já sinalizou que pode demorar mais para alcançar o objetivo. A declaração de Praet destaca o motivo pelo qual o BCE elevou a perspectiva de mais afrouxamento monetário em dezembro.

O banco central tem que dar sinais de sua habilidade de agir porque as pressões dos preços ainda estão fracas e as projeções de longo prazo da inflação correm o risco de se tornarem desancoradas, disse Praet em uma conferência.

O BCE vai decidir no dia 3 de dezembro se corta as taxas de juros ou se expande seu programa de compra de ativos de 60 bilhões de euros mensais.

"Eu conto o número de vezes que tivemos que dizer que vamos adiar o horizonte em que a inflação estará se aproximando (da meta)", disse. "Em algum momento você tem um problema de credibilidade e... isso significa que você tem o risco de que os mercados e as famílias em algum momento revisem para baixo suas perspectivas de longo prazo."