Índice europeu de ações atinge máxima de três meses com forte avanço de Sodexo

quinta-feira, 19 de novembro de 2015 16:48 BRST
 

Por Danilo Masoni

MILÃO (Reuters) - O principal índice de ações europeias tocou a máxima de três meses nesta quinta-feira, impulsionado pela alta do grupo de alimentação Sodexo, depois que a empresa anunciou cortes de custos e recompra de ações.

O mercado também foi estimulado pelas indicações, na quarta-feira, do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de que a economia norte-americana está forte o suficiente para absorver um aumento da taxa de juros, o que pode ocorrer em dezembro.

As expectativas de que o Banco Central Europeu(BCE) pode adotar mais estímulos monetários no mês que vem também deram um impulso aos mercados acionários.

O índice FTSEurofirst 300 chegou a avançar 1 por cento para o nível mais alto desde o fim de agosto e fechou em alta de 0,43 por cento, a 1.502 pontos. O índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 subiu 0,5 por cento.

"O sentimento é positivo graças aos sinais de crescimento econômico sólido, com a economia dos Estados Unidos perto do pleno emprego", disse o CEO da Ambrosetti Asset Management, Alessandro Allegri.

"Na Europa e no Japão, os bancos centrais estão mantendo a política monetária frouxa para apoiar o crescimento e isso favorece os mercados de ações."

Os papéis da Sodexo subiram 9,9 por cento, o maior ganho diário desde julho de 2004, depois que a companhia anunciou mais cortes de custos para lidar com a volatilidade da economia global. A empresa também previu receita e lucro operacional maiores em seu ano financeiro 2015-16.

Analistas disseram que os resultados da Sodexo foram mais fortes do que o esperado, enquanto que uma recompra de ações avaliada em 300 milhões de euros também animou os investidores.   Continuação...