BCE está disposto a agir rápido para manter meta de inflação, diz Draghi

sexta-feira, 20 de novembro de 2015 10:48 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu está pronto para agir rapidamente para estimular a anêmica inflação da zona do euro, disse nesta sexta-feira o presidente da instituição, Mario Draghi, dando a mais forte indicação até agora de que o banco vai apresentar novas medidas de estímulo na sua reunião de 3 de dezembro.

Draghi destacou as alterações ao programa de compra de ativos do BCE e na taxa de depósitos como possíveis ferramentas para impedir que a inflação caia ainda mais abaixo da meta de pouco menos de 2 por cento.

Aumentou o risco de o BCE não cumprir sua meta, disse Draghi "Se decidirmos (em 3 de dezembro) que a trajetória atual de nossa política não é suficiente para alcançar nosso objetivo, vamos fazer o que precisamos fazer para elevar a inflação o mais rápido possível", disse ele em uma conferência em Frankfurt.

Draghi disse que a força da recuperação da zona do euro foi modesta e as perspectivas mundiais para a demanda, especialmente nos países emergentes, pioraram significativamente nos últimos meses.

Seu ponto de vista parece prestes a encontrar resistência no Conselho de Governadores do BCE, a instância responsável pela tomada de decisões, que inclui membros do conselho executivo do banco e os governadores dos 19 bancos centrais dos países da União Europeia.

(Por John O'Donnell e Francesco Canepa)