Executivo desiste de entrar no suíço BSI devido à crise no BTG Pactual

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 07:56 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - Yves Bonzon mudou de ideia e desistiu de ocupar o cargo de vice-presidente financeiro do BSI devido à crise envolvendo o controlador da instituição financeira suíça, o BTG Pactual, disse um porta-voz do BSI nesta segunda-feira.

"Confirmamos que Bonzon decidiu não se unir ao BSI como consequência da situação do BTG Pactual", disse o porta-voz em comunicado por e-mail.

"O BSI não sofreu com nenhuma saída particular ou aumento da movimentação entre outros funcionários, e confirmamos que Stefan Gerlach, anteriormente membro do Banco Central da Irlanda, entrou para o BSI como economista-chefe no início de janeiro."

O BSI havia dito em agosto que Bonzon, anteriormente na gestora de investimentos com sede em Gênova Pictet, entraria para o banco em primeiro de janeiro. O BTG colocou o BSI à venda no ano passado após a prisão de seu fundador André Esteves em conexão com investigações anticorrupção da Polícia Federal no Brasil.

(Por Oliver Hirt e Joshua Franklin)