China vai ter dificuldade em alcançar crescimento de 6,5% até 2020, diz assessor estatal

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 09:06 BRST
 

XANGAI (Reuters) - A China vai encarar grande dificuldade para alcançar crescimento econômico superior a 6,5 por cento no período de 2016 a 2020 devido à desaceleração da demanda global e ao aumento dos custos trabalhistas no país, disse o presidente do Centro de Pesquisa de Desenvolvimento do Conselho de Estado, Li Wei, segundo um jornal.

Li deu as declarações em uma conferência no fim de semana, segundo o China Securities Journal desta segunda-feira.

"Nos últimos 30 anos de reformas e abertura, o Produto Interno Bruto (PIB) da China teve crescimento anual de cerca de 10 por cento. Em comparação a isso, 6,5 por cento não é alto, mas será muito difícil alcançar esse ritmo de crescimento", disse ele.

Ele disse que os principais fatores de impedimento são uma provável desaceleração econômica global, alta dos custos trabalhistas que estão erodindo a vantagem competitiva da China, e o crescimento das preocupações ambientais, que significa que o país pode não industrializar terras férteis tão rapidamente quanto antes.

O presidente, Xi Jinping, tem dito que a China tem que manter a taxa anual de crescimento em não menos de 6,5 por cento nos próximos cinco anos para atingir a meta do país de dobrar o PIB e a renda per capita de 2010 até 2020.

(Reportagem por Brenda Goh)