China e excesso de navios derrubam frete marítimo a novas mínimas

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 14:38 BRST
 

(Reuters) - O principal índice de frete marítimo da bolsa do Báltico, que rastreia taxas para navios transportando commodities industriais, caiu para a quinta mínima recorde consecutiva nesta segunda-feira por preocupações econômicas sobre a China e um excesso de cargueiros.

O índice geral, que afere o custo de transporte de cargas a granel, incluindo minério de ferro, cimento, grãos, carvão e fertilizantes, caiu 3,26 por cento para 415 pontos.

O índice declinou mais de 13 por cento em 2016.

A tendência de queda nos custos do transporte de cargas a granel se acentuou significativamente nos últimos meses com a demanda por minério de ferro e carvão declinando em resposta ao crescimento econômico mais lento na China.

(Por Vijaykumar Vedala)