Dow Jones e S&P 500 fecham em leve alta após sessão volátil

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 20:41 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

(Reuters) - Os índices Dow Jones e S&P 500 encerraram a sessão volátil desta segunda-feira em leve alta, recuperando-se da forte queda recente, mas o recuo das ações de biotecnologia e de energia conteve a alta do mercado.

O índice Dow Jones subiu 0,32 por cento, a 16.398 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,09 por cento, a 1.923 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,12 por cento, a 4.637 pontos.

O início da temporada de balanços elevou o nervosismo dos investidores. A queda do Nasdaq foi liderada pela baixa nas ações da Celgene, que recuaram 5,5 por cento, a 103,03 dólares, após projeção de lucro decepcionante.

O índice de biotecnologia do Nasdaq caiu 3,4 por cento, na oitava sessão seguida de perdas.

O mercado acionário dos EUA registrou na semana passada seu pior início de ano da história, em meio a preocupações dos investidores sobre a queda dos preços do petróleo e uma desaceleração do crescimento global, liderada pela China.

"O fato de não termos visto outra lavada hoje encorajou alguns investidores a pensar que, talvez, pelo menos no curto prazo, seja o momento para o mercado se recuperar um pouco", disse o presidente-executivo da Horizon Investment Services, Chuck Carlson.

As ações da Apple responderam pela maior influência positiva no S&P 500 e no Nasdaq. Os papéis da gigante de tecnologia subiram 1,6 por cento, a 98,53 dólares, após informações de que seu serviço de transmissão de música atingiu a marca de 10 milhões de assinantes em seis meses.

O setor de energia do S&P 500 caiu 2,1 por cento, acompanhando outra forte queda nos preços do petróleo, enquanto o setor de saúde recuou 1,2 por cento.

Os investidores estão preocupados com o recuo dos lucros corporativos, e a expectativa é que os resultados do quarto trimestre mostrem a segunda queda consecutiva para as empresas do S&P 500.

De uma maneira geral, a expectativa é que os lucros corporativos tenham caído 4,2 por cento em relação ao quatro trimestre de 2014, de acordo com dados da Thomson Reuters.