Agência de planejamento da China vê crescimento do PIB em 2015 em torno de 7%

terça-feira, 12 de janeiro de 2016 10:45 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A economia da China provavelmente cresceu cerca de 7 por cento em 2015 e criou 13 milhões de novas vagas de trabalho, afirmou nesta terça-feira a principal agência de planejamento do país ao anunciar a aprovação de mais projetos de infraestrutura para evitar os riscos de uma desaceleração acentuada.

A China alcançou suas principais metas econômicas em 2015, disse o porta-voz da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, Li Pumin, uma semana antes da divulgação oficial dos números do quarto trimestre e do ano de 2015.

As declarações de Li foram feitas no momento em que nova queda dos mercados acionários chineses e forte recuo do iuan provocaram preocupações entre investidores sobre as condições da segunda maior economia do mundo, embora haja poucas evidências de que tenham se deteriorado com força nas últimas semanas.

Ainda assim, crescimento de 7 por cento seria o mais fraco em 25 anos, após avanço de 7,3 por cento em 2014, com a demanda fraca interna e externa, o excesso de capacidade industrial e a fraqueza dos investimentos pesando sobre a economia.

Alguns observadores acreditam que os níveis reais de crescimento já são muito mais fracos do que os dados oficiais sugerem, reforçando as expectativas de que o governo terá que adotar mais medidas de suporte este ano.

A China aprovou 280 projetos de investimento em ativos fixos avaliados em 2,52 trilhões de iuanes (383,44 bilhões de dólares em 2015), disse Li.

O governo tem indicado que pretende gastar mais em infraestrutura para sustentar a atividade econômica, mas tem enfrentado atrasos, em parte devido à lenta distribuição de empréstimos, planejamento inicial fraco e altos níveis de dívida dos governos locais.

(Reportagem de Xiaoyi Shao e Sue-Lin Wong)

 
Bandeira chinesa em prédio do Banco da China em Londres. 07/01/2016 REUTERS/Toby Melville