Usinas de cana do centro-sul registram forte moagem na entressafra

terça-feira, 12 de janeiro de 2016 11:17 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As usinas de cana do centro-sul do Brasil reduziram a moagem na segunda quinzena de dezembro em relação ao início do mês, em um movimento habitual na entressafra, mas ainda mantiveram uma atividade bem superior à verificada no fim de 2014, mostraram dados da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) nesta terça-feira.

O processamento na segunda quinzena de dezembro alcançou 10,4 milhões de toneladas, ante 18 milhões na quinzena anterior, mas bem acima das 3,7 milhões de toneladas da última quinzena de dezembro de 2014. O processamento na segunda metade do mês passado ficou em linha com a expectativa do mercado.

A Unica disse que 56 usinas iniciaram o ano de 2016 processando cana-de-açúcar, ante um número de 16 unidades que entraram 2015 em atividade.

Dezembro e janeiro já são considerados meses de entressafra no centro-sul do Brasil, mas a safra 2015/16 vem se alongando em função de chuvas e de uma maior disponibilidade de cana.

A consultoria Datagro estimou que o número de dias de moagem perdidos em função de chuvas chegou a cerca de 50 na atual temporada, ante aproximadamente 42 no ciclo anterior.

Haverá, inclusive, um volume significativo de cerca de 35 milhões de toneladas que não poderá ser processado nos próximos meses, ficando para esmagamento na temporada 2016/17, que começa oficialmente em abril, segundo a Datagro.

O relatório da Unica desta terça aponta que 21 usinas deverão encerrar a safra na primeira quinzena de janeiro e 13 na segunda metade do mês. As demais unidades têm intenção de encerrar a safra 2015/16 apenas em fevereiro ou março de 2016.

A Unica disse nesta terça que a quantidade de cana a ser processada durante o período de entressafra "pode ser considerada residual e dependerá fundamentalmente das condições climáticas observadas no período".

Com os trabalhos da segunda quinzena de dezembro, a safra 2015/16 já soma esmagamento de 594,1 milhões de toneladas, alta de 4,6 por cento ante o mesmo período de 2014/15. A produção de açúcar no acumulado do ciclo atingiu 30,6 milhões de toneladas (-4,3 por cento) e a de etanol 27,2 bilhões de litros (+4,9 por cento).   Continuação...