Dólar cai ante real por China, mas queda do petróleo limita movimento

terça-feira, 12 de janeiro de 2016 17:17 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda sobre o real nesta terça-feira, após a China intensificar seus esforços para estabilizar o iuan, mas o tombo dos preços do petróleo aumentou a aversão ao risco e limitou o movimento.

O dólar recuou 0,16 por cento, a 4,0452 reais na venda, após subir 0,28 por cento na véspera.

"Foi uma sessão morna. Sem grandes surpresas, o dólar deve ficar um pouco acima de 4 reais enquanto o cenário político não volta a esquentar", disse o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

O banco central chinês permitiu novamente que o iuan se valorizasse nesta terça-feira, enquanto analistas citaram compras agressivas de iuanes nos mercados externos.

A decisão vem após a queda recente da moeda chinesa desencadear uma onda de preocupações nos mercados globais. Muitos operadores entenderam a decisão de permitir uma desvalorização cambial como um sinal de fraqueza econômica mais ampla.

A relativa tranquilidade no mercado foi limitada pela volatilidade dos preços do petróleo, que tem golpeado os preços de outras commodities e pressionado a demanda por moedas de países emergentes. O petróleo chegou a esboçar uma recuperação nesta sessão, mas voltou a desabar no início da tarde.

"O sentimento do mercado está muito instável e a queda do petróleo serviu como um gatilho para a compra de dólares", disse o operador de uma corretora internacional.

No cenário local, investidores aguardavam novas pistas sobre a estratégia do governo para lidar com a crise econômica. A reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central na semana que vem é o foco mais imediato, com a maioria dos operadores apostando que os juros básicos devem subir 0,50 ponto percentual.

O Banco Central realizou mais um leilão de rolagem dos swaps cambiais que vencem em 1º de fevereiro, vendendo a oferta total de até 11,6 mil contratos. Até o momento, a autoridade monetária já rolou o equivalente a 3,951 bilhões de dólares, ou cerca de 38 por cento do lote total, que corresponde a 10,431 bilhões de dólares.