Setor de serviços no Brasil cai 6,3% em novembro, diz IBGE

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 10:29 BRST
 

Por Caio Saad e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - O volume do setor de serviços do Brasil registrou queda de 6,3 por cento em novembro na comparação com um ano antes, com recuo generalizado entre as atividades, acelerando o ritmo de perdas e renovando a menor taxa da série histórica iniciada em 2012.

Com este resultado, o setor acumulou nos 11 primeiros meses de 2015 recuo de 3,4 por cento, chegando a uma retração de 3,1 por cento em 12 meses, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira.

A maior queda foi apresentada pela atividade de Transportes, serviços auxiliares e de correio, com recuo no volume total de 8,2 por cento.

Destacaram-se ainda as perdas de 6,6 por cento de Serviços prestados à família e de Serviços profissionais, administrativos e complementares.

O volume do chamado agregado especial Atividades turísticas, considerado pelo IBGE como um item à parte por repetir serviços já avaliados em outras atividades, teve recuo de 1,9 por cento no período.

Já a receita nominal de serviços caiu em novembro 0,8 por cento na comparação anual, completou o IBGE.