Vendas e lançamentos de imóveis caem no trimestre encerrado em novembro, diz Abrainc

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 13:56 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas e lançamentos de imóveis novos no trimestre encerrado em novembro mantiveram a tendência de queda em bases anuais, informou a Abrainc, associação das empresas do setor, nesta quinta-feira.

Entre setembro e novembro, as vendas caíram 16 por cento ante o mesmo período de 2014, a 25,1 mil unidades, enquanto em relação ao trimestre anterior o recuo foi de 11,7 por cento. Os lançamentos caíram 14,5 por cento ante aquele período em 2014 mas subiram 12,9 por cento ante o trimestre junho-agosto, para 16,8 mil unidades, disse a Abrainc.

O mercado disponibilizou 103,259 mil unidades para compra nos três meses encerrados em novembro. "No trimestre analisado, foi vendido o equivalente a 20,9 por cento da oferta no período, o equivalente a uma queda de 3 pontos percentuais face ao observado no trimestre terminado em agosto", disse a Abrainc, em nota. Em relação ao mesmo período de 2014, a queda foi de 3,3 pontos percentuais.

Ao ritmo do último trimestre seriam necessários 14,3 meses para vender toda a oferta atual.

O estoque ficou um pouco abaixo do trimestre imediatamente anterior, quando ficou em 104 mil unidades. No mesmo trimestre em 2014 o estoque era de 102,2 mil unidades.

As 26 empresas associadas à Abrainc representam 50 por cento do mercado imobiliário brasileiro e incluem nomes como MRV, Tenda, Rossi, Direcional e PDG.

Na véspera, o sindicato da habitação de São Paulo, Secovi-SP, informou que os lançamentos e vendas de imóveis residenciais novos na capital paulista no acumulado de 2015 até novembro atingiram o patamar mais baixo desde 2004, apesar de mostrarem um desempenho positivo na comparação mensal.

(Por Juliana Schincariol)