Governo prevê financiamento do Plano Safra 15/16 abaixo da meta anunciada

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 14:05 BRST
 

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - Os financiamentos agrícolas do Plano Safra 2015/2016 não devem atingir os 187,7 bilhões de reais previstos quando o programa foi anunciado, no ano passado, com frustração nos recursos emprestados a juros livres e direcionados para investimentos, disse a jornalistas nesta quinta-feira o ministro interino da Agricultura, André Nassar.

Em 2015, o governo anunciou um aumento de 20 por cento no programa oficial de financiamentos para a safra que começa a ser colhida, ou alta de cerca de 30 bilhões de reais sobre o programa anterior, mas a elevação ocorreu sobretudo nos recursos a juros livres, sem subsídios dos cofres públicos.

Para dar impulso nessa linha, o governo determinou o direcionamento obrigatório para operações de crédito rural dos recursos captados pelas instituições financeiras por meio de LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio).

Segundo Nassar, contudo, esse direcionamento ainda não decolou.

"Nós estimamos no lançamento da safra 30 bilhões de reais de LCA e foram até agora 1,1 bilhão. Certamente nós não vamos executar os 30 bilhões nos seis meses que faltam aí", disse.

"Tem questões regulatórias que a gente tem que pensar como é que a gente faz, como é que a gente alavanca essas LCAs", afirmou ele, completando que, principalmente por essa razão, "no final da safra nós não vamos executar os 187 bilhões".

INVESTIMENTO MENOR   Continuação...