Wal-Mart fechou mais de 10% das lojas no Brasil em reestruturação, dizem fontes

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 21:07 BRST
 

Por Nathan Layne e Brad Haynes

CHICAGO/SÃO PAULO (Reuters) - O Wal-Mart Stores fechou recentemente cerca de 60 lojas no Brasil, mais de 10 por cento de suas unidades no país, como parte de uma reestruturação em um dos mercados mais importantes da gigante norte-americana do varejo, disseram pessoas familiares ao assunto.

No mês passado, o Wal-Mart disse que fecharia lojas com performance abaixo do esperado que representavam 5 por cento de seus negócios no Brasil. O jornal Valor Econômico noticiou em dezembro que 30 lojas seriam fechadas.

As pessoas familiares às operações do Wal-Mart no Brasil disseram à Reuters que a companhia fechou cerca de 60 lojas nas últimas semanas. As fontes, que pediram para não ser identificadas, disseram que um número significativo de fechamentos foi de lojas de formato menor.

O Wal-Mart tinha recentemente 558 pontos no país, de acordo com o site da empresa.

A companhia se recusou a comentar.

O movimento ocorre três meses após o presidente-executivo Doug McMillon sinalizar a investidores que estava planejando rever as operações globais da varejista e "fecharia lojas que precisavam ser fechadas".

Os comentários levantaram especulações de que o Wal-Mart buscava reestruturar ou até mesmo sair de mercados onde está tendo dificuldades. O Brasil estava entre os países mais citados por analistas como alvo potencial, junto com o Japão.

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 55 21 2223-7132))

REUTERS JS CB RBS