Brent cai abaixo de US$29/barril por perspectivas de maior oferta do Irã

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 19:32 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo despencaram 6 por cento nesta sexta-feira nos dois lados do Atlântico, e fecharam abaixo de 30 dólares por barril pela primeira vez em 12 anos, retomando a trajetória de queda em meio ao recuo do mercado acionário da China e perspectiva de iminente aumento nas exportações de petróleo do Irã.

Após encerraram em alta pela primeira vez em oito sessões na quinta-feira, os contratos futuros do petróleo nos EUA e o Brent atingiram novas mínimas, levando as perdas deste ano para mais de 20 por cento, no pior declínio em duas semanas desde a crise financeira de 2008.

O petróleo Brent recuou 6,28 por cento, ou 1,94 dólar, para 28,94 dólares por barril, após tocar mínima da sessão de 28,82 dólares por barril, o menor nível desde fevereiro de 2004.

O petróleo nos EUA teve queda 5,71 por cento, ou de 1,78 dólar, encerrando a 29,42 dólares por barril, após tocar a mínima de 29,13 dólares por barril, menor nível desde novembro de 2003, mais cedo na sessão.

Alguns analistas alertam que o declínio ainda não acabou, com a suspensão de sanções do Irã abrindo portas para uma onda de oferta de petróleo. O relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) atestando se o Irã cumpriu suas promessas no âmbito do acordo nuclear alcançado no ano passado com as potências mundiais deve ser divulgado no sábado, abrindo caminho para a suspensão das sanções contra Teerã.

As ações chinesas caíram novamente nesta sexta-feira, com o índice de Xangai fechando no seu menor nível desde dezembro de 2014, aumentando os questionamentos sobre a habilidade de Pequim de encerrar a venda generalizada, que chegou a 18 por cento desde o começo do ano.

(Por Devika Krishna Kumar; reportagem adicional por Libby George em Londres e Aaron Sheldrick em Tóquio)